Pular para o conteúdo
Voltar

Trinta e cinco obras de abastecimento de água são retomadas em 2019

Cerca de 14 mil pessoas moradoras de comunidades beneficiadas, em 10 municípios de MT, passarão a ter água potável para o consumo e atividades produtivas
Ivana Maranhão | Secom-MT

- Foto por: Sinfra-MT
A | A

Comunidades rurais e urbanas de 10 municípios mato-grossenses passarão a ter água tratada, de qualidade, para consumo e utilização na agricultura familiar. Trinta e cinco obras para instalação dos chamados Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (SSAA) foram retomadas pela Secretaria Adjunta de Cidades (Sacid), que integra a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e devem ser entregues até 2020. Quatorze mil pessoas serão beneficiadas com o funcionamento dos novos sistemas.

No primeiro semestre, três localidades, duas rurais e uma urbana, pertencentes ao município de Cáceres (a 234 km de Cuiabá) foram beneficiadas com o sistema de distribuição de água captadas por meio do Sistema Simplificado. Cerca de 2,4 mil pessoas moram nas comunidades de Piraputanga, Nova Era e Garcez e a escassez de água potável não deve mais ser um problema nessa região. “Como a rede tradicional do município não consegue chegar até lá, o atendimento tem que ser via poço”, atestou o diretor executivo da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete.

A secretária adjunta de Cidades, Rafaela Damiani, explicou que a ideia de levar o Sistema Simplificado de Abastecimento de Água para pequenas comunidades do Estado veio após levantamento feito pelo governo em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para implementação dos Planos de Saneamento no Estado. “Notou-se neste trabalho que muitas localidades rurais não são atendidas pelo sistema regular de abastecimento de água e por isso, o Governo estadual decidiu contemplar, num primeiro momento, as comunidades mais necessitadas com esse modelo de fornecimento”, ponderou ela.

De forma geral, na primeira etapa do trabalho, cerca de 15 mil pessoas moradoras de 38 pequenas comunidades rurais e urbanas terão acesso à água tratada por meio dos poços do sistema simplificado (incluindo os locais em que as obras estão em andamento e aquelas onde os poços já foram concluídos e entregues).

As localidades atendidas têm, em média, cerca de 100 famílias e estão situadas em 11 municípios mato-grossenses. As obras dos sistemas simplificados são tocadas pelas empresas Geopoços Hidroconstruções e Água Viva Poços Artesianos. Os investimentos são da ordem de R$ 4,98 milhões. “Esses sistemas são um tipo de obra relativamente barata e capaz de mudar a vida de quem não mora na cidade e por isso não tem água potável regulamente nas torneiras”, complementou a secretária adjunta.

Entre os municípios contemplados pelos sistemas implantados pela Sinfra estão Rio Branco, Curvelândia, Cáceres, Comodoro, Nova Lacerda, Conquista D’ Oeste, Mirassol D’ Oeste, Glória D’ Oeste, Porto Esperidião, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade e Nossa Senhora do Livramento.  

Simples e eficaz

O Sistema Simplificado de Abastecimento de Água trata-se de uma pequena central de captação, tratamento e fornecimento de água, voltada a atender localidades rurais que não estão interligadas nas redes de abastecimento dos municípios. Nesse processo, a água é retirada de um manancial subterrâneo como, por exemplo, um poço. Posteriormente passa por tratamento, por meio de cloração, e ao final é levada à população meio de torneiras (bicas).

As prefeituras contempladas com as unidades podem após o recebimento realizar a construção de uma rede de distribuição de água interligando a central até as residências ou chácara das famílias beneficiadas.