Pular para o conteúdo
Voltar

Seminário reúne especialistas e atrai profissionais do setor

Metodologia, já utilizada em diversos países europeus, visa aliar melhores soluções técnicas a custos menores para grandes empreendimentos
Jairo Sant’Ana/Ivana Maranhão | Secom-MT

Seminário foi realizado em 17 de outubro - Foto por: Hanna Cândido Ormond
Seminário foi realizado em 17 de outubro
A | A

Engenheiros, advogados, estudantes, estagiários, além de membros do Ministério Público Estadual (MPE), da Controladoria Geral do Estado (CGE), da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager), prefeituras e empresas do setor, num total de 140 inscritos, participaram na quinta-feira (17.10), do 1º Seminário Engenharia e Análise de Valor. Promovido pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), o evento reuniu especialistas nacionais e regionais.

Segundo o secretário adjunto de Obras Especiais da Sinfra, Isaac Nascimento Filho, um dos organizadores, a proposta foi apresentar uma metodologia, já empregada pela secretaria em alguns de seus projetos, que visa dar melhores soluções técnicas e, geralmente, com custos mais reduzidos para grandes projetos.

“Nos projetos, com maior volume financeiro, procuramos aplicar esta metodologia para ajustar melhores soluções técnicas e, na medida do possível, baixar seus custos”, explicou Isaac Nascimento Filho, acrescentando que o seminário foi muito proveitoso, por ter contado com a participação de diversas empresas, órgãos de fiscalização, prefeituras, outras secretarias e profissionais ligados ao setor.

“Em resumo, a metodologia alia qualidade e menor preço. A secretaria não tem medido esforços para adequar, estudar e colocar esta metodologia que, embora seja muito utilizada em países europeus, para nós ainda é novidade. Em nossa visão, todas obras de valores altos deveriam passar por este tipo de metodologia”, afirmou.

Durante o seminário, foi apresentado o primeiro projeto desenvolvido pela Sinfra utilizando de metodologia de engenharia de valor. É o Projeto Juruena, que se refere à construção de uma ponte com 1.400 metros de extensão e mais de 54 km de acesso. Já em andamento, o projeto é um corredor ligando duas regiões (Cotriguaçu e Juruena), na MT-170, até Matupá, na BR-173. Uma outra obra, a trincheira da MT-010, no entroncamento com a MT-251, na área urbana de Cuiabá, também foi construída com algumas bases nesta concepção.

Segundo Nascimento Filho, a Sinfra pretende empregar esta metodologia com maior regularidade em grandes projetos de infraestrutura, que dependam de altos investimentos. Entre outras vantagens esperadas com a aplicação desta metodologia, estão a diminuição do prazo de conclusão das obras, melhoria da qualidade dos empreendimentos, destinação dos recursos de forma correta durante o desenvolvimento do projeto, evitando novos gastos na fase de execução da obra, além da ampliação dos benefícios e satisfação da população com os serviços oferecidos pelo poder público.