Pular para o conteúdo
Voltar

Governador empossa membros do Conselho Metropolitano do Vale do Rio Cuiabá

Conselheiros terão como desafio o planejamento de ações integradas envolvendo saneamento, resíduos sólidos e mobilidade metropolitana
Julia Oviedo | Secom-MT

Posse do Conselho Metropolitano do Vale do Rio Cuiabá - Foto por: Christiano Antonucci - Secom-MT
Posse do Conselho Metropolitano do Vale do Rio Cuiabá
A | A

O governador Mauro Mendes empossou nesta sexta-feira (22) os membros que vão compor o Conselho Metropolitano do Vale do Rio Cuiabá, que engloba os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Acorizal, Santo Antônio de Leverger e Nossa Senhora do Livramento.

Os novos conselheiros são os prefeitos dos seis municípios que compõem a Região Metropolitana e terão como desafio o planejamento de ações que envolvam os principais gargalos da região, entre eles o saneamento básico, a gestão dos resíduos sólidos e a mobilidade metropolitana.

Na oportunidade, o chefe do Executivo parabenizou os conselheiros e pediu efetividade, foco e sensatez no planejamento, mesmo com o momento de dificuldade econômica que vivem Estado e municípios.

“Nós estamos enfrentando uma realidade comum que são as dificuldades financeiras tanto do país, do Estado e dos municípios. Ninguém tem muito recurso para aplicar em grandes projetos, mas nós temos o dever de dar uma resolutividade nesta situação. Mesmo com estas adversidades, é possível sim fazer algo. Então eu agradeço a vocês que estarão conosco aí nesta missão”, pontuou Mendes.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, destacou que os principais itens que serão trabalhados neste primeiro momento são a mobilidade metropolitana e o saneamento básico.

“Inicialmente acho que esta missão deve ser trabalhada em cima destes itens, porque vejo que será importante na preservação do Rio Cuiabá e para o direito de ir e vir e a vida do cidadão quando falamos da mobilidade metropolitana”, destacou o secretário da Sinfra-MT.

O secretário adjunto de Gestão e Planejamento Metropolitano, Maurício Munhoz, pontuou que um Plano de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos identificará a real situação nestes seis municípios. Em uma segunda etapa, o conselho deve definir quais são as medidas que podem solucionar o problema da região, sem tirar a autonomia da gestão municipal.

“Esta governança metropolitana não compete e nem tira a autonomia dos municípios, mas contribui para algumas funções públicas de interesse comum, como por exemplo a questão dos resíduos sólidos. Se o município não resolve este problema individualmente, a gestão metropolitana pode ajudar a solucionar, assim como em outros problemas”, explicou Munhoz.

É justamente esta uma das grandes preocupações do município de Nossa Senhora do Livramento. Presente na posse, o prefeito Silmar Gonçalves, destacou que o conselho vai auxiliar especialmente os pequenos municípios que geralmente tem mais dificuldade em avançar nas políticas públicas.

“A gente espera que o conselho possa nos ajudar, porque um município igual o nosso não dá conta de implantar alguma ação de forma isolada. Hoje uma questão muito necessária é a questão do lixo, pois não temos um local apropriado em nossa cidade para a destinação. Então é muito importante que nós tenhamos políticas conjuntas que também vão beneficiar nosso povo”, destacou o prefeito de Livramento.

Região Metropolitana

Composta pelos seis municípios, a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá por uma área territorial de mais de 25,5 mil quilômetros quadrados e por uma população estimada de aproximadamente 952 mil habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE).

Estiveram presentes na posse o promotor de Justiça, Carlos Eduardo da Silva; os secretários de Estado de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira e da Casa Civil, Mauro Carvalho; os prefeitos de Nossa Senhora do Livramento, Silmar Gonçalves, de Chapada dos Guimarães, Thelma de Oliveira; os conselheiros suplentes dos municípios de Cuiabá, Márcio Puga, de Várzea Grande, Kalil Baracat e de Acorizal, Marco Rogério Pegorari.